terça-feira, 13 de março de 2012

# 69 - A poesia desses dias tão voadores


Bélica
de amores
Sem mísseis
Com misses
Atrizes
sem seus atores
mise en scène
de Ísis
Risa de irreais
fulgores
Ibiza
lotada
é ainda uma ilha
Sem filha
Num mar de dores
Açores
e odores
lusos
Inconclusos
In guarded towers
Bees
in fractious
flowers
Metralhadoras
de etéreas flores
Above
the hell
Isa
bel
is a bell
ringing
where
there
is love
Isabelezas
e mil rubores
deleuzes
do olimpo
Por fora
o passado mas limpo
Por dentro
brega de tantas cores
Isabélula
libre
Libélula
Na cela
De estertores
Belizes
e seus tremores
Caribes
de carências
e alguns rancores
Deixe-me ser o homem
que te dará leitores,
Poesia desses dias tão voadores.