terça-feira, 7 de junho de 2011

#60 - Delivery Girl



Ouço tigres sobre timbres tímidos
Caçando com os corações baldios 
Tropic Men que hoje suam frio 
De rostos tristes que já não tem brio 
Quieren la plata
                          que já não vem do rio
                          que já não vem do rio


Olhe pra cima e veja rostos bobos 
Olhe pra si enquanto não se encobre 
A abocanhadura dos velhos lobos 
É engolida pelos novos lobbies 


Há mais perdidos que perdizes
Há mais luzes que lucidez
Se tu me amas por que não dizes?
Enquanto o sol incide
                                  sobre a minha tez
                                  sobre a minha tez


Ouço motos sobre motes mórbidos
Fugindo para lívidos confins
Carregam rins de homens ruins
E big mac´s, Imac´s dreams
Dizem que em Cuba:
                                 only rice and beans
                                 only rice and beans

Olha pra cima e veja o céu nublando (e tu não vens!)
Olhe pra si enquanto não te choves (com olhos de nuvens!)
A voz do homem que segue cantando (E tu não vais!)
É a foz de um rio que tudo absorve (E tu que me entregas as notícias com olhos de cais)

Há mais calibres que colibris (teu olho cais)
Há mais delivery que domicílios (teu olho trai)
Se tu me amas por que não sorris? (teu olho traz)
Enquanto o sol nasce
                                  sob seus cílios
                                  sob seus cílios.
um estribilho, um estribilho.

3 comentários:

  1. Caro Bruno, quanto mais a vida segue e mais leio teus escritos, mais admiro e me torno seguidor, dessa poesia rustica. Nao sei em qual campo vc entraria, mas pra que isso, tampouco serve apenas pra'queles que sabem ler. Os que nao sabem, nao precisam pois leem o coracao. Sao tuas poesias, que ainda da-me forcas para reinventar aquilo que ja nao consigo lembrar.
    O sonho eh apenas um sonho que nao deve ser realizado. Essa frase me intriga.

    Enfim, escreva-me quando puder
    Abracos
    Ingo

    ResponderExcluir
  2. Poxa... parabéns, Bruno!

    Poesia bonita. E bem escrita, articulada.

    Gostei:)

    ResponderExcluir