terça-feira, 8 de setembro de 2009

#2 Compensação


Sou muito medíocre pra contentar-me
Em ser um poetinha de merda
Pois teria que compensar minha mediocridade aqui
Que assim a moça aceite minha rosa
E que o menino com fome tenha a grande idéia que eu não tive
Que golpeie fortemente meu peito com palavras de pedra
Alguém que saiba que eu vi a vida em tudo isso
Até que eu caia em qualquer canto de terra fértil por aí
Pelo menos encontrando meu lugar
E sobre mim eles dancem e plantem
As rosas que eu não cheirei



Mas bate outra vez a esperança no meu coração…


Foto de Consuelo Vivanco.
http://www.flickr.com/photos/atabey1983

Nenhum comentário:

Postar um comentário