terça-feira, 8 de setembro de 2009

#30 - Sede


Os Gêmeos


….Enquanto o Tietê nem parece correr com o vento, o trânsito dos carros palavras, na marginal permanece lento. Se é doce morrer no mar; em São Paulo sem mar a morte é salgada, ela é vida suada a passar correndo; o rio se confunde com a rua, cada um anda na sua, e o fluxo contra nós a voar pra dentro. A tragédia é um encontrão acidental do trem da realidade com o do consentimento. E só vive quem rima com o outro sem mágoa ou talento. E pra isso mais do que de água, é de palavras que vivemos sedentos.

Um comentário: