terça-feira, 8 de setembro de 2009

#3 - Do Itaim Paulista ao Itaim Bibi


O trombone soa zoado e eu repito que escrevo pros homensuados que conseguem chegar do outro lado com três conduções vê se pode não chegam atrasados Mesmo sem ipod eles cantam baixinho Zeca Pagodinho, mas remixado Na pista à buzina assassina do Audi apressado Do Itaim Paulista ao Itaim Bibi bibi bibi! O trombone soa zoado e eu repito que escrevo pros homenstruados que conseguem com só três horinhas de sono acordar bem humorados Mesmo sem um mp3 eles cantam baixinho um funk de Doca e Cidinho, mas remixado Na pista ao despertador já são cinco em ponto já tão acordado Do Itaim Paulista ao Itaim Bibi bibi bibi! E o refrão que eu canto que eu conto que é mais poderoso é o que é da rotina sempre dançarina na cabeça entra e assim extermina não sai nunca mais e não sai nunca mais E o rifle que eu armo que eu alarmo que é mais poderoso é o que é da rotina sempre assassina na cabeça entra e assim extermina não sai nunca mais e não sai nunca mais biiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

Nenhum comentário:

Postar um comentário