terça-feira, 8 de setembro de 2009

#10 - Condor


à André Luis Lopes Neves,

Escrevo para meu amigo, condor viajante e incansável
Sempre de passagem, implacável
Por isso infindo

Escrever fora do abrigo tuas grandes memórias
De vôos fora da asa, mas com dedicatória
De dentro da asa vindo

Tengo los sueños de migajas de desayuno
Solúveis na manhã que desfaz seu véu
Mas alimento para os condores noturnos
Que enquanto durmo, me olham do céu

Cusco, Peru 21 de janeiro de 2007

Um comentário: