terça-feira, 8 de setembro de 2009

#4 - Da Consolação com a Paulista


As pombas nublam o céu
Os homens de cachecol trazem o frio
A pressa dos estagiários adolescentes ventam minhas manhãs
Tardias e enlameia o meu horizonte
Com seus pés na marcha reta que não evita as poças
-
E a umidade que impregna no paletó dos pingüins
Para eles passarem mais rápido
Quando o sinal abre
No horário de bico
-
Com a positividade que lhe cabe
Vergonhosamente comum

Nenhum comentário:

Postar um comentário