terça-feira, 8 de setembro de 2009

#18 - Com o Calcário Duro das tuas Palavras


Banksy.


Com o calcário duro das tuas palavras desfaz teu muro e faz tua estrada/ Asfalta a rua de terra da tua quebrada/ Põe o tijolo que falta na tua morada/ O que a bala de fuzil partiu, a que entrou ninguém viu, e matou tua mulher amada/ Com o calcário duro das tuas palavras/ Mas antes de tudo faça tua coluna de vértebras despregadas/ Pra que tu passes dançando, leve, quase voando, breve, e não andando por essa maçada/ Com o calcário duro das tuas palavras, desfaz teu muro e faz tua estrada/ E para isso quem precisa de palavras empedradas? Pra poesia se precisa de um mar, e amar, e amar e mais nada.

Bruno.

Um comentário:

  1. Brunão, me desculpa a colocação, mas "Com o calcário duro das tuas palavras, desfaz teu muro e faz tua estrada" tu já disse tudo, não precisa do resto. Muito bom!

    Luiz Cláudio.

    ResponderExcluir